Incontinência Urinária

Quais os tipos de incontinência?

Há vários tipos de incontinência.

Incontinência de stress é a mais comum. Está relacionada aos esforços como tosse, sorriso, espirro e atividades físicas. Geralmente é causada por uma fraqueza ou incapacidade do esfíncter urinário para conter a urina na bexiga. Cirurgia ou radiação podem danificar esse mecanismi delicado, levando ao surgimento dos sintomas.

Na maioria das vezes os sintomas melhoram com o passar dos meses e com o auxilio de fisioterapia.

Nos casos mais severos, pode ser necessário nova abordagem cirúrgica para reparo da musculatura ou u uso de dispositivos artificiais para retomara da função normal do esfíncter.

Incontinência de transbordamento: ocorre quando você não consegui esvaziar por completo a bexiga. Geralmente os sintomas urinários como jato fraco e dificuldade intensa para iniciar a micção antecedem o surgimento da incontinência urinária.

Nesta situação, a bexiga fica constantemente cheia em sua capacidade máxima e a urina simplesmente extravasa como uma caixa d’agua cheia.

Hiperatividade vesical ou incontinência de urgência, representa uma vontade súbita de urinar, mesmo quando a bexiga não esta cheia. Em alguns casos pode haver urgência miccional sem perda urinária.

Incontinência mista: é uma associação de incontinência aos esforços e sintomas de urgência miccional. Embora incomum, alguns homens podem manifestar uma condição de perdas urinárias continuas, que representam uma incapacidade de enchimento da bexiga.

 

Quanto tempo a incontinência pode durar após o tratamento?

Após a cirurgia ou radioterapia, a melhora das perdas urinárias pode durar semanas ou alguns meses. A recuperação da continência é influenciada pela condição de saúde, problemas de saúde associados, idade e características de agressividade da doença.

 

Qual o plano de tratamento para incontinência urinária?

Cerca de 90% dos homens recuperam a continência urinária no primeiro ano após a cirurgia ou radioterapia. O tipo de incontinência e o impacto na qualidade de vida são os principais determinantes para a escolha do tipo de tratamento mais adequado em cada caso.

Exercícios podem ajudar na maioria das vezes. Essas atividades ajudam a fortalecer e a musculatura perineal e aceleram a recuperação da continência na maioria dos casos.

Seu urologista fará um trabalho em conjunto com a equipe de fisioterapia especializada em exercicios pelvicos.

Em alguns casos, a adequação da dieta, ingestão de liquidos e uso de medicação es podem ajudar a obter resultados mais rápidos.

Nos casos de dificil controle e que não respondem às medidas iniciais, a cirurgia reconstrutora e a eletroestimulação podem ser uma opções válidas.

Converse com seu urologista para entender melhor todas estas opções.


 

(11) 3255 4990
(11) 3258 5666
urocare@urocare.com.br

 

Rua Frei Caneca, 558 - Sala 1201
01307-000 | São Paulo – SP
Estacionamento – Valet